Noticias Copedem

Noticias Copedem (193)


O vice-presidente  do Copedem, no exercício da presidência,  desembargador  Marco Villas Boas, participou da inauguração da nova sede da Escola Judicial de Pernambuco, nessa sexta-feira (2/2). Próxima ao Fórum Rodolfo Aureliano, no bairro da Joana Bezerra, área central do Recife, a nova Esmape marca o fim da gestão do desembargador Leopoldo Raposo na presidência do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

Com um perfil sustentável, o prédio tem 9,8 mil m² de área construída, dispondo de cinco pavimentos com biblioteca, área de imprensa, 20 salas de aula e um auditório para 554 pessoas.

A solenidade contou com a presença de personalidades do meio jurídico e político, como o ministro do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), Og Fernandes; o novo presidente do TJPE, desembargador Adalberto de Oliveira; o presidente da OAB-PE, Ronnie Duarte; o diretor da Esmape, juiz Saulo Fabiane; e o prefeito do Recife, Geraldo Julio.

 

 

 

Leia mais ...

O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul lamenta profundamente o falecimento, no último dia 14 de janeiro, do Dr. Antônio Rulli Junior, desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Paulo e presidente do Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem).

Em sessão do Órgão Especial desta quarta-feira (31), o Des. Júlio Roberto Siqueira Cardoso, diretor-geral da Escola Judicial do Estado de Mato Grosso do Sul, propôs para votação moção de pesar, a qual foi aprovada por unanimidade pelos demais membros.

O reconhecimento e singela homenagem se devem à relevância e à dedicação com que o Des. Antônio Rulli Junior desempenhou suas funções no decorrer de sua vida profissional, sendo um dos maiores defensores do aperfeiçoamento contínuo da magistratura nacional.

O Des. Antônio Rulli Junior recebeu, no ano de 2014, a comenda “Colar do Mérito Judiciário”, mais alta condecoração do Tribunal de Justiça de MS, pelos seus valores profissionais, sociais e morais, principalmente perante o TJMS, colaborando para o engrandecimento do Estado de Mato Grosso do Sul.

 

Leia mais ...

Neste dia 29 de janeiro, o desembargador Rulli estaria comemorando o seu aniversário. Por tão importante data, a Escola Superior da Magistratura Tocantinense presta sua homenagem.

“O professor doutor Antonio Rulli Junior, magistrado aposentado era um desses homens que nunca se aposentam de seus sonhos. Ao longo de sua carreira contribuiu expressivamente para o fortalecimento das Escolas Judiciais de todo o País e da Magistratura brasileira, especialmente no Judiciário tocantinense.

Um homem da renascença, profissional inigualável no fino trato, nos modos gentis e no grande amor pelo conhecimento.

Soube, ao longo de uma trajetória brilhante, usar os dons que Deus lhe deu, como educador e magistrado.

A marca indelével de sua vida foi a dedicação à cátedra. Instruir e instruir a quem instrui; enquanto educador, foi pai de muitos, pois o bom professor tem as qualidades paternas.

Era um líder nato, pelo afeto, pela sua sólida formação profissional e humana e também pela sua capacidade estratégica e política. Ligava a tudo isso uma vontade indômita que o fazia viajar e viver, como nenhum outro, nos programas das instituições de formação judiciária que acarinhava. 

Os seus frutos continuarão a brotar. Afinal, um cérebro privilegiado que deixou um grande legado para as escolas da magistratura do Brasil será para sempre uma referência para todos nós. Sejamos merecedores do seu exemplo”. 

Equipe Esmat

 

 

 

 

Leia mais ...

A Escola Superior da Magistratura do Estado do Pará, instituição de ensino vinculada ao Tribunal de Justiça do Estado do Pará, vem a público lamentar, com grande pesar, o falecimento do desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Antônio Rulli Júnior, Presidente do Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura.

Doutor em Direito do Estado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, foi membro do Conselho Superior da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados ­ ENFAM. Também foi professor do Centro Universitário UniFmu nos Cursos de Graduação e Pós­-graduação (Mestrado/Doutorado). Além disso, exerceu o cargo de Diretor da Escola Paulista da Magistratura (EPM), além de Presidente Honorário da União Internacional de Juízes de Língua Portuguesa (UIJLP) e Membro da Secretaria de Assuntos Internacionais da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB).

Diante disso, a ESMPA lamenta profundamente o falecimento de tão ilustre personalidade que foi fundamental para a propagação do ensino jurídico no âmbito das Escolas de Magistratura.

Desembargador Constantino Augusto Guerreiro

Diretor Geral da ESM/PA 

 

 

 

Leia mais ...

Maria do Socorro Barreto Santiago, em seu nome e na função institucional de presidente do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia, vem externar o mais profundo pesar pelo falecimento do desembargador aposentado do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e presidente do Colégio Permanente de Diretor de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem), Antônio Rulli Junior, ocorrido na madrugada do domingo (14).

O sepultamento ocorreu na manhã desta segunda-feira (15), no Cemitério da Consolação, em Higienópolis, na capital paulista.

Nascido em Campo Grande (MS), Antônio Rulli Junior se formou na Universidade de São Paulo. Doutor em Direito do Estado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, foi professor do Centro Universitário UniFmu nos Cursos de Graduação e Pósgraduação (Mestrado/Doutorado).

Seguiu a carreira do magistrado, tornando-se desembargador do TJ-SP até 2012, quando se aposentou.

Foi Diretor da Escola Paulista da Magistratura (EPM), membro do Conselho Superior da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) e presidente Honorário da União Internacional de Juízes de Língua Portuguesa (UIJLP).

Integrou a Secretaria de Assuntos Internacionais da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e presidiu o Colégio Permanente de Diretores das Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem) de 2011 a 2017. Deixa o exemplo de uma vida dedicada à magistratura e à Justiça.

O desembargador Antônio Rulli Junior sempre conduziu com grande desenvoltura e altivez a presidência do Copedem. Era amigo de todos e deixa uma marca na magistratura brasileira.

Fonte: TJBA

 

 

 

Leia mais ...

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba lamenta o falecimento do desembargador aposentado Antônio Rulli Júnior, ocorrido no último sábado (13). 


Doutor em Direito do Estado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, o desembargador Antônio Rulli Júnior foi professor do Centro Universitário UniFmu nos Cursos de Graduação e Pós-graduação (Mestrado/Doutorado), diretor da Escola Paulista da Magistratura (EPM), membro do Conselho Superior da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (ENFAM), Presidente Honorário da União Internacional de Juízes de Língua Portuguesa (UIJLP) e Membro da Secretaria de Assuntos Internacionais da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB). Exerceu o cargo de Presidente do Colégio Permanente de Diretores das Escolas Estaduais da Magistratura (COPEDEM), tendo sido escolhido por unanimidade para os biênios 2011/2013, 2013/2015, 2015/2017 e 2017/2019.

A presidência do TRE-PB e Membros da Corte se solidarizam com a tristeza dos familiares e amigos daquele que será sempre uma referência no meio jurídico e acadêmico. 

O Desembargador deixa seu exemplo de homem público, com sua vida dedicada à magistratura e à Justiça. O velório ocorreu no cemitério do Araçá em São Paulo capital. O sepultamento foi realizado na manhã do último domingo (14).

 

 

 

 

Leia mais ...

A Escola Superior da Magistratura, por meio do seu diretor Desembargador Cláudio Martinewski, vem a público externar seu pesar pelo falecimento do Presidente do Colégio Permanente de Diretores de Escolas da Magistratura do Brasil (COPEDEM), Desembargador aposentado Antônio Rulli Júnior ocorrida domingo (14/01).

A Escola se solidariza, neste momento de tristeza, com os familiares e amigos desse honrado magistrado, que em vida contribuiu para o aprimoramento das Escolas Judiciais de todo o Brasil.

Fonte: AJURIS

Leia mais ...

A Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ) lamenta o falecimento do presidente do Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura – COPEDEM, desembargador Antônio Rulli Junior, ocorrido no último domingo (14/1).

Antônio Rulli Junior foi exemplo de homem público, considerado referência no meio jurídico e acadêmico. Ao longo de sua carreira contribuiu para o fortalecimento das Escolas Judiciais do país e da magistratura brasileira.

A EMERJ externa suas condolências aos familiares e amigos neste momento de profundo pesar.

Fonte: Assessoria de Comunicação Institucional da EMERJ.

 

 

 

 

 

Leia mais ...

 

 

 

 

Morreu no último domingo (14/01) Antônio Rulli Junior, desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Paulo e presidente do Colégio Permanente de Diretor de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem). Ele estava em Ubatuba (SP) quando sofreu um infarto.

O magistrado esteve na Escola Superior da Magistratura do Ceará (Esmec) no dia 21/05/2010, participando do curso “Virtualização e Processo Digital – Os Desafios da Justiça sem Papel”, oportunidade em que ministrou a palestra “Reflexos da Sociedade da Informação nas Atividades do Poder Judiciário”.

Antonio Rulli também conversou com o então Diretor da Esmec, desembargador Raimundo Eymard Amoreira, e o juiz coordenador (e hoje desembargador), Durval Aires Filho, além de visitar as dependências da Escola. O magistrado fez elogios à infraestrutura e atuação da Esmec, que sempre marcou presença nos encontros do Copedem.

O desembargador Rulli foi um grande incentivador de cursos de pós-graduação e da educação a distância nas escolas judiciais.

A Esmec associa-se aos votos de pesar pelo falecimento deste que foi um dos maiores defensores do aperfeiçoamento contínuo da magistratura nacional.

 

 

 

 

Leia mais ...

Com profundo pesar, a Escola da Magistratura do Estado de Rondônia – Emeron lamenta o falecimento do Presidente do Colégio Permanente de Diretores de Escolas Estaduais da Magistratura – COPEDEM Desembargador Antônio Rulli Júnior, ocorrido neste domingo, 14.

Rulli deixa grande legado, especialmente por sua intensa defesa e trabalho voltado para o fortalecimento das Escolas da Magistratura em todo o país, o que foi testificado pela escolha unânime de seu nome para presidir o COPEDEM nos biênios de 2011/2013, 2013/2015, 2015/2017 e 2017/2019.

Em nossa Escola, tivemos a felicidade de recebê-lo em diversas ocasiões e fomos beneficiados com sua colaboração em alguns projetos, além da honra de tê-lo como o primeiro agraciado da Medalha do Mérito Acadêmico César Montenegro, outorga atribuída a magistrados, professores, alunos e personalidades ligadas à educação, por seus méritos e relevante contribuição prestada ao estudo, ao ensino do Direito e da jurisdição, em especial a esta Escola de Magistratura.

Neste momento de dor, unimo-nos ao luto da família e dos amigos, com a certeza de que seu exemplo de simplicidade e sabedoria jamais será esquecido.

Des. Marcos Alaor Diniz Grangeia

Diretor da Emeron

Fonte: Portal EMERON (http://emeron.tjro.jus.br)

 

 

 

 

Leia mais ...


A Associação dos Magistrados Piauienses manifesta profundo pesar pelo falecimento do desembargador aposentado do Tribunal de Justiça de São Paulo e presidente do Colégio Permanente de Diretor de Escolas Estaduais da Magistratura (Copedem), Antônio Rulli Júnior, ocorrido no último domingo (14).

Membro da Secretaria de Assuntos Internacionais da AMB, o desembargador muito contribuiu para o fortalecimento das Escolas Judiciais do país e da magistratura brasileira.

Neste momento de grande pesar, a Amapi presta suas condolências aos familiares, amigos e à Magistratura paulista e brasileira, rogando para que tenham o conforto necessário para superar esta grande perda.

Teresina, 15 de janeiro de 2018

Associação dos Magistrados Piauienses

Fonte: Portal AMAPI (http://www.amapi.org.br)

 

 

 

 

Leia mais ...

A Escola Superior da Magistratura Desembargador Almir Carneiro da Fonseca, por seu diretor, apresenta à família, aos amigos e à comunidade acadêmica e judiciária brasileira o mais profundo pesar pela precoce partida do eminente julgador e mestre Desembargador Antonio Rulli Júnior, Presidente do Colégio Permanente de Diretores de Escolas da Magistratura do Brasil COPEDEM, neste domingo 14.01.2018.

O Desembargador Rulli foi uma exponencial figura do Judiciário paulista e brasileiro, pela sua conduta ética e pelo seu espírito de julgador íntegro e justo. À frente do COPEDEM, soube manter articuladas e unidas as Escolas

da Magistratura, buscando sempre a capacitação como o caminho para a conquista cada vez mais sólida dos verdadeiros ideais de justiça.

Que Deus o receba de braços abertos e o coloque no lugar que reservou para os homens de bem e conforte a sua família nesta hora de dor e de saudade.

Desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque

Diretor da ESMA -PB

 

Leia mais ...


Redes Sociais